Entrevistas

Comemore, pois 2017 esta marcado para o retorno da banda Panndora!

Banda Panndora

Em entrevista exclusiva, Adrismith, baterista e fundadora da banda Panndora, contou detalhes sobre planos que aguardam a banda em 2017.

“SEMPRE APOIEI AS BANDAS COM INTEGRANTES MULHERES TAMBÉM, POIS QUERIA QUE ESSE NÚMERO FOSSE MAIOR NA CENA METAL. SOMOS POUCAS, PORÉM MUITO DEDICADAS”

Dificilmente falaríamos sobre mulheres do metal nacional sem lembrarmos da banda Panndora. A banda paranaense que já completou 16 anos anos de estrada, encontra-se atualmente em uma pausa necessária devido aos tantos compromissos pessoais que cada integrante precisou cumprir ao longo desse período.

Mas, para a alegria de muitos este hiato está prestes a chegar ao fim! Em entrevista exclusiva, Adrismith, baterista e fundadora da banda Panndora, contou detalhes sobre planos que aguardam a banda em 2017.

Para release completo da Banda Panndora, clique aqui.

Panndora

Panndora

Atualmente a banda Panndora encontra-se em uma pausa necessária devido aos investimentos pessoais que cada integrante precisou fazer em sua vida pessoal, como está a saudade de vocês com relação ao palco?

A saudade é imensa! Todos os dias pensamos na banda e a ideia é de retornarmos ano que vem! Para mim principalmente é algo bem difícil, pois são mais de 16 anos me dedicando a ela.

Como vocês se sentem ao observar o apelo e a preocupação que muitos fãs têm tido com relação ao retorno da banda?

Eu fico muito feliz, pois de alguma forma algumas pessoas deram valor a nós (risos)! Mesmo dando uma pausa, ainda recebemos convites para tocar, não só no Brasil, como uma turnê no exterior.

Existe alguma previsão para essa volta? Podemos esperar e contar com o retorno da Panndora para 2017 com todas as integrantes desta última formação?

Com certeza em 2017 iremos voltar com tudo! A vontade é grande!

Por um breve momento a banda foi um quinteto, vocês pretendem repetir novamente este feito?

A ideia de termos duas guitarras sempre foi o objetivo, mas devido a logística, optamos por ficarmos em um quarteto. Mas não dispensamos a ideia de uma segunda guitarra, até porque ao vivo soa bem melhor!

Há planos para o lançamento de um novo álbum?

Queremos nos firmar novamente, voltar a ensaiar e assim gravarmos o segundo álbum.

Como vocês vêem a trajetória, as conquistas e o amadurecimento da banda ao longo desses 16 anos?

No começo não foi nada fácil, demorou um pouco para nos consolidarmos, mas eu queria que desse certo, então apostei muitas “fichas” nela! Só não realizei alguns sonhos com ela, porque sei que não corri atrás o suficiente, tenho consciência disto! Mas tenho muito orgulho dela e do pouco que ela conquistou!

Viver de metal e ter uma banda com composições próprias não é uma tarefa fácil no meio em que vivemos, a Panndora ainda tem outra característica que talvez torne a carreira ainda mais desafiadora: Ser uma banda composta por mulheres! Em meio a um mercado musical não muito favorável e machista (não generalizando, mas infelizmente é uma realidade existente), o que as motiva e as inspira a continuar lutando pela música e levantando a bandeira Panndora pelo Brasil e fora dele?

Na verdade nunca via essa diferença entre homens e mulheres no palco. Para mim bastava ter vontade, estudar o instrumento e ir lá e tocar, simples assim! Sempre apoiei as bandas com integrantes mulheres também, pois queria que esse número fosse maior na cena metal. Somos poucas, porém muito dedicadas. Mas somos em muitas como fãs. O que me motiva é o amor à música e de querer passar alguma mensagem!

Existe alguma mudança positiva ou negativa no cenário musical e independente quando comparado ao início de carreira da banda até os dias atuais?

Hoje em dia as portas para bandas que possuem integrantes mulheres é bem maior quer antigamente! Muitas mulheres estão batalhando por seu espaço, seja na música ou em outro âmbito. Isto é ótimo! Acho que as mulheres estão mais corajosas e sem medo de fazerem o que gostam!

Que conselho vocês dariam às bandas que hoje também têm lutado contra “a corrente” em busca da valorização de suas músicas autorais e construção de seu próprio legado?

Ter muito amor àquilo que se almeja! Não desistir fácil! Lutar sempre!

A Equipe Line Rockers agradece imensamente a atenção dedicada e deixa aqui um espaço para suas considerações finais, se assim desejar

Eu que agradeço à atenção que nos deu e o interesse na Panndora! Parabéns pelo grande trabalho!

PARTNERS IN CRIME – PANNDORA

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DA BANDA PANNDORA EM:

Facebook e YouTube

Acompanhe a Line Rockers nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter

Deixe seu comentário

To Top