Rock Independente

Costa

Costa, antes mudo, resolveu deitar sua voz (e a voz de seu violão) em alguns ouvidos atentos por aí.

Costa, antes mudo, resolveu deitar sua voz (e a voz de seu violão) em alguns ouvidos atentos por aí.

"Que a força esteja com você"

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Biografia

por London B

Costa, num ato de coragem, se deixou ser engolido pela vida e, lá no meio das entranhas, aprendeu tudo o que pode. Costa é esse vômito inesperado da vida: e do meio dessas vísceras, ele grita refrões líricos e dissonântes num equilíbrio espetacularmente honesto.

Costa é aquela terceira pessoa com ar de primeira, que canta coisas que dizem tanto ao ouvinte do seu disco, que é até estranho que algumas canções não tenham o nome de quem a escuta. talvez tenha, entre um timbre e outro.

Will Costa

Costa, antes mudo, resolveu deitar sua voz (e a voz de seu violão) em alguns ouvidos atentos por aí.

Seu  primeiro EP, Solitude (2015), é um insight delinquente: gravado num sábado à tarde, parece mais uma obra guardada e amadurecida por bons 23 anos.

Costa, antes mudo, resolveu deitar sua voz (e a voz de seu violão) em alguns ouvidos atentos por aí.

“Que a força esteja com você”

[/vc_column_text][vc_empty_space][vc_column_text]

Conheça o som do Costa

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Deixe seu comentário

To Top