Metal Vídeos

O novo clipe da Shadow of Sadness

A Banda de Death Metal Shadow Of Sadness, Lança Seu Quinto Vídeo Clipe

Produzido de forma totalmente independente, o novo lançamento da Shadow of Sadness (leia entrevista aqui), traz a interpretação sombria de Summoning Ocean’s Son, terceira faixa do álbum “…—…” (leia-se S.O.S em código morse).

O clipe que começou a ser gravado no último domingo as 18h, teve sua edição em tempo recorde, já que às 2h da manhã desta segunda feira (29/08) já estava sendo carregado no Canal da Banda no YouTube.

“Summoning começou a surgir numa brincadeira, durante um ensaio, em 2009. O riff inicial surgiu, bateria acompanhou e vimos ali a possibilidade para o embrião de uma nova música. Traçamos alguns outros riffs e no ensaio seguinte ela já estava praticamente terminada, escrita e arranjada. Foi a última composição iniciada, mas como as nossas músicas sempre estão sujeitas a mudanças, foi finalizada antes de outras. Foram adicionadas algumas brincadeiras com os tempos, pra dar uma quebrada no 4/4 e tem um solo de baixo, lá pelos 02:52, invertendo um pouco o domínio das guitarras sobre os solos. Pelo estilo dos riffs que a compõe, ainda que não intencionalmente, poderia fazer parte de um disco do Amon Amarth, pois tem aquela atmosfera mais seca e dura, com fraseados de melodia acompanhando a base.

A letra é alegórica e narra uma força da natureza que desperta das profundezas do mar para acabar com a raça humana, que perdeu seu propósito de espécie e está destruindo o planeta.

A inspiração para esta letra veio mais ou menos de como funciona um sistema imunológico. O corpo seria o planeta/natureza, a defesa seria o ser despertado e os vírus somos nós. O chapéu serve”.

 

CONHEÇA SUICIDE OPEN SOLUTION, O QUARTO CLIPE DE SHADOW OF SADNESS

 

Letra: Summoning Ocean’s Son – Shadow Of Sadness

Awaken from his sleep
His desire is destruction
Face the incarnated evil
That emerges from the sea

Blood and death are his essence
His presence is felt everywhere
His eyes see everything – they are looking for it
He smells all – he will find it
No use in hiding – not even praying
Death is coming

He was called, was not foretold
Summoned by nature to annihilate human kind

The son of the ocean was commanded
To cure evil with his evil

In the depths, in the darkness
He was just waiting for the day
That would banish the world from human filth

Arise, my son, bring back the balance
Enjoy the taste of their flesh
Hear their cries in despair
Open their bodies and suck their souls
While they bleeding, carry them to death
Don’t stop until work is done.

 

Deixe seu comentário

To Top